quinta-feira, 3 de setembro de 2009

SOU CIGANA DO AMOR


Hoje eu ando nos caminhos das flores
onde refletem as nuvens no bosque 
exalando o perfume de um amor cor de ouro
que caminha na leveza
em todas as direções
cercando a magnitude
 para me sentir amada

Minhas mãos são cobertas
por mãos de fogo
e meu corpo arde recordando caricias
como fogueira em dias de tempestades
Hoje o amor é chama acesa
que cobre de esperança o amanhã
da nostalgia de cada tarde de pôr do sol
e em noites de sereno transparente
eu sou o regresso
a natureza cigana 


Converte meu sangue em teu sangue
penetrando luz e lucidez
onde rasga o véu no céu
no fogo e na chama ardente
Meu pulso grita o silêncio
teu pulso em mel mergulha
onde arde toda paixão
e o punhal sela os amantes
vivenciando a consagração
de um grande amor 


Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013