quarta-feira, 25 de novembro de 2009

NA PROFUNDIDADE DESTE AMOR


Canto teu corpo
e canto os teus gemidos
numa seara de caricias.
canto o teu grito, e
tua língua me afaga
Como febre dentro do ventre
corroendo prazer dentro do amor
encadeando nossos delírios
onde pertence a ti e a mim

Somos do barro moldado em mãos
suaves e lentas como algodão
na tua boca sou o sol
e destino que deleita

Mãos descobrindo grutas
nas larvas navegantes do teu toque sedento
sentimos as fragrâncias de nossos risos
num céu profano e secreto

Somos a via láctea
e não há muros erguidos
mais asas abertas de aconchegos
Nossos olhos ardem em êxtases
ao sabor do fruto e
do mel que brota da flor
numa febre que queima nossos paladares
e nos doa como vinho forte
onde suavemente nos rasgamos
E no glamour de mulher que sou
busca do amado gestos indolentes
 alma serena
conforto e laços fortes de amor
Na glória do nosso encontro
no hoje e no amanhã
no presente e o futuro
na santa cidade
de nosso encontro triunfal



Rachel Omena


Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013