domingo, 28 de fevereiro de 2010

CREPÚSCULO DE PAZ



Dorme o amor  num vulto silencioso
vivido em palavras eternas e nunca esquecidas
mas, ocultadas nas caminhadas da imensidão dos labirintos
e anelada por janelas infinitas que chega até a alma

Os passos insanos reflete brilho e pegadas de luz
livre para caminhar e encontrar na noite firmamentos de estrelas
de um amor que não existe em livros , mais em vividos beijos que flutuam
 caminhando em trilha serena onde o amor é pirâmide de fogo em terra molhada
no doce crepúsculo estendido por um véu de noiva

Viaja em cachoeira de diamantes e cristais o coração
 vai atraindo belezas sublimes e mistérios evoluídos
em um templo sagrado guardando todas as palavras entre
 um tempo germinado de sementes para dar seu fruto em tempos

Coalhado de espera paulatinamente entre dois
sem delongas de deuses guardados entre luz e sombras
mais na existente certeza convicta que o amor que se cala
agita o tempo e engrandece o  ritmo impassível da solidão

Vai tirando pedras do caminho e transformando em espelhos d´ água
águas que por fim navegará em mar aberto e em trilhas expostas
ao sangue bombeado do coração de nossos corpos nus e imaculados

 Na certeza que as sombras já não existirão
diante da grande janela da vida do amor e da paz
e caminhando por um mar de sonhos
eu busco o impossível
para chegar na dimensão do meu próprio EU

Rachel Omena




Duerme el amor en un velo silencioso
vivido en palabras eternas y nunca olvidadas
pero, ocultas en las caminatas de la inmensidad de los laberintos
y anhelada por las ventanas infinitas que llegan hasta el alma

Los pasos insanos reflejan el brillo y las huellas de luz
libres para caminar e encontrar en las noches firmamentos de estrellas
de un amor que no existe en libros, pero si en besos vividos que se ondean
caminando en una senda serena donde el amor es la pirámide de fuego en tierra mojada
y el dulce crepúsculo extendido por un velo de novia

Viaja en cascadas de diamantes y cristales el corazón
él va atrayendo bellezas sublimes de misterios evolucionados
en um templo sagrado guardando todas las palabras entre
un tiempo germinado de semillas para dar su fruto en el tiempo

Cuajado de espera paulatinamente entre dos
sin demoras de dioses guardados entre luz y sombras
pero en la existente certeza convencida de que el amor que se calla
agita el tiempo y engrandece el ritmo impasible de la soledad

Va quitando las piedras del camino y transformando en espejos de agua
aguas que por fin navegarán en un mar abierto y en sendas expuestas
a la sangre que bombea de los corazones de nuestros cuerpos desnudos e inmaculados

En la certeza de que las sombras ya no existirán
delante de la gran ventana de la vida, del amor y de la paz
caminando por un mar de sueños yo busco lo imposible
para llegar en la dimensión de mi propio Yo

sábado, 13 de fevereiro de 2010

EU... MULHER MAR DE MEUS SENTIDOS




Sou mulher , correnteza forte
nas entranhas das pérolas e dos mistérios
onde meu segredo existe numa flor que abre-se para vida
como fascínio que rege a lua cheia

Na ternura que foge do óbvio para se sentir atrativa
num encontro de fortaleza e império
Sou mulher que ama o calor e o brilho do sol
e nas estrelas estão meus orgasmos que banha o mar
em gritos silenciosos de uma arma potente
e nos girassóis que pinta meu corpo nu
como magia e sintonia de mil essências

Arquiteta do destino que rasga paraísos e poemas
construindo pontes e curvas
dentro de meu sexo calado e quente de amor
Em minhas mãos está deitado o meu amante
apaixonado pela música de meus sussurros embriagantes
e como fada eu faço fio do infinito prazer
 alquimia dentro de seus caminhos e sonhos

Faço da noite a brisa que arranca do corpo lúcido
o calor que devora a minha paixão selvagem e inesgotável
solidificando meu próprio ar na arena perfeita entre meus seios
 latentes que transportam o cheiro de muitas rosas
 fluindo liberdade dentro de mim

Borboleta, eu estou a beira do abismo
para voar nas asas de uma pérola
e sonhar com a melodia do coração

Rachel Omena

sábado, 6 de fevereiro de 2010

FUTURO E FORÇA


A 160 quilômetros por hora
eu venço limites
escalo fortalezas
e acredito que é hora de vencer

Eu posso tocar o céu
tenho asas e farei meu voo
e voarei como a águia
em nossos amanheceres

As barreiras eu ultrapasso e venço
porque meus sonhos eu mesmo construo
saltando muralhas ao vento

Nossas vidas
minha vida,tua vida
minha alegria meu viver
sonho querido
vem tirar o meu véu
e beber o mel de minha inocência
voando nas asas da libido
alargando os teus passos
atando em mim o teu despertar

Meu homem minha vontade
sou teus lábios e tua fome
doce veneno gozo e sabor
Ama-me embora eu te pareça inteira
no tempo da própria existência
dos sorrisos e soluços
de nossa vasta e infinita felicidade






A 160 kilómetros por hora
yo venzo límites
escalo fortalezas
y creo que es hora de vencer
yo puedo tocar el cielo
tengo alas y haré mi vuelo
y volaré como el águila
Las barreras yo sobrepaso y venzo
porque mis sueños yo misma construyo
botando murallas al viento
Nuestras vidas
mi vida
tu vida
me alegría de vivir
sueño querido
ven a quitar mi velo
a beber la miel de mi inocencia
volando en las alas del líbido
alarga tus pasos
ata en mi tu despertar
Mi hombre mi voluntad
soy tus labios y tu hambre
dulce veneno cuyo sabor gozo
Ámame ahora mismo,yo te parezo entera
en el tiempo de la propia existencia
de sonrizas y sollozos
de nuestra grande y infinita felicidad




Rachel Omena



Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013