sábado, 22 de maio de 2010

INSEPÁRAVEIS AMANTES


Juro-te eterna
e em um segundo tudo foi eterno
Não me preocupei em entender
só ultrapassei meu entendimento
e me rendi ao mergulhar em ti
És um tesouro infinito
eterna aliança onde permanece
nas linhas retas de nossas mãos
Linhas de nossas vidas onde
nua pulsa emoções em cores e
mistérios líricos de nossos lábios
Que em minhas estações permaneces
como orvalho de sonhos
tocando e acalentando meus pensamentos
onde te espero entre sorrisos
encontrando-me como essência
que me faz única
E como noiva eterna faço meu voo
para que a aliança seja
eu e você


Amantes Inseparables

Juro te eterna
y en un segundo todo fue eterno
No me preocupé en entender
solo traspasé mi entendimiento
y me rendí al sumergirme en ti
Es un tesoro infinito
eterna alianza donde permanece
en las líneas rectas de nuestras manos
Líneas de nuestras vidas donde
desnudas emociones pulsan en colores y
misterios líricos de nuestros labios

En mis estaciones permaneces
como rocío de sueños
tocando y apreciando mis jardines
donde te espero entre flores
 encuentrome como esencia
que me hace única
e como novia eterna hago mi vuelo
para que la alianza sea
tú y yo


20 comentários:

  1. Um romantismo doce nesse poema.Parabéns, Raquel. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que seu fim de semana seja perfeito.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  3. Minha querida
    Belo momento de bela poesia, lindo teu poema.

    e como noiva eterna faço meu vôo
    para que a aliança seja
    eu e você

    Adorei.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  4. Neste poema vc relela uma paixão arrebatadora entre os amantes.

    Lindo
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Que lindo Rachel, adorei, e a foto ao mesmo tempo que choca, cria uma atmosfera de profundidade, muito bom, o texto completa esta obra tao bela que tu postou.

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, querida. Amei***** Lindo, como você.
    Não deu pra vir antes.
    I love you*****



    Flores do amor

    Poema da Renata






    Sai de cena o frio, entra a primavera.


    O sol num riso límpido não tardou


    a dar vida e colorido à esfera.


    A terra é tatuada de luz e cor.






    Na planície azul dos corações


    uma nuvem branca se derrama


    sobre os rubros botões das emoções,


    cingindo de brilhos a densa rama.






    Pássaros com asas de serenidade


    galgam o mais alto da imensidade


    e os desejos de amor vão se elevando.





    Nos negros olhos da amplidão, subindo,


    raios de luz que a terra vai vestindo,


    e a flor do amor no peito fecundando.

    Beijossss

    ResponderExcluir
  7. Querida desejo lhe um final de mês de maio cheio de aromas de rosas, pois elas sorriem para nos mulheres nesse mÊs. Confie sempre em você e siga em frente. Bjao encantado de uma fadinha que adora voar.

    ResponderExcluir
  8. como siempre, maravilloso!!!
    un fuerte abrazo, querida amiga!

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde amada.
    Me perdoe pq sumi minha amiga mas é q estou trabalhando muito e quase ñ tenho tido tempo de entrar.
    Sinto saudades daqui sim e muiiiiita mas vou respondendo e visitando os amigos a medida q eu posso.
    Aqui está lindo e sua postagem está maravilhooooooosa.
    Parabéns amada.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  10. Convidamos a todos os amigos para a nossa 2ª Postagem Coletiva, que se realizará entre os dias 27 e 31 de maio.

    O tema proposto é o seguinte: "FOTOGRAFE E CONTE SUA HISTÓRIA"

    Mais informações, acesse o nosso Blog!

    Contamos com a sua presença! Participe!

    ResponderExcluir
  11. Inseparáveis como o arco da aliança, sem começo nem fim, um grande e eterno amor.

    Muito belo!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Retribuindo visita e comentário.
    Com certeza, amantes são inseparáveis....

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. VENHA VER PORQUE A CURIOSA ESTÁ TÃO FELIZ..
    Interação de amigos te espera para visitar o Museu de Jaraguá do sul- SC. participando da coletiva da aldeia de minha vida.
    Gostou da ideia então Venha.
    sandra

    ResponderExcluir
  14. Bela poesia e bela música.
    Boa semana, bjs.

    ResponderExcluir
  15. Felicitaciones por el magnifico poema que hoy nos induce a leer en el blog. Son palabras de cristal, muy bien nrrados, con razonamientos precisos sobre el amor, la entrega y la unión de dos almas que en las profundidades de sus seres se transforman en llamas de pasión, de deseo y generosidad de dar y recibir.

    Rachel Omena cada vez se le puede va adquiriendo mayor prestación en el dificil campo de las letras del Estado de Alagoas. Los lectores nos sentimos satisfechos de leerlo.

    Víctor Manuel Guzmán

    ResponderExcluir
  16. LINDO.........

    MUITO BOA ESCOLHA.


    :))BEIJOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  17. Passei para deixar o meu bom dia, com amor e poesia:

    "Aos pássaros Deus deu o vôo e o canto, aos que amam Ele dá o sonho e o encanto. Quem ama de verdade não consegue voar,porém de tão leve espírito, chega até a flutuar"

    ©Valter Montani

    ResponderExcluir
  18. oi vim só desejar-te bom final de semana, seu blog esta lindo como sempre . bom final de semana e muita luz e amor em tua vida.

    ResponderExcluir
  19. Estarei ausente para visitas nesse fim de semana, estou com muitas encomendas pra entregar na primeira semana de junho, não estou tendo tempo, estou postando e qdo dá faça algumas visitas, logo tudo se normaliza, não se esqueça de mim.

    beijooo.

    ResponderExcluir

Onde existe luz também existe sombras

DE SUA POESIA

Afortunados são os que tem a capacidade de escrever poesia e fazer seu outro oficio,e também são aqueles que o leem e constroem um refugio onde refrescam seu espírito com a bebida gratificante de palavras e sentimentos, que eleva seu espírito até um céu limpo de nuvens onde só brilha a luz de sua inspiração. Uma obra de arte é boa se há nascido ao impulso de uma íntima necessidade.

Precisamente neste seu modo de engendrar-se radica e estriba o valor da poesia, porque explora as profundidades de onde mana a vida. Alí radica a historiada beleza da poesia, a que coabita o humano e para o humano, a que vá escrevendo paralelamente a história da humanidade. E neste ordenamento perfeito do caos, que antecede a beleza e se concebe a grandiosa poesia.

Muitas vezes me perguntei em meio destes desvelos que me perseguem e que me anuncia a aparição da palavra ¡ Que misteriosos meios, de sopros desconhecidos e germinais movem a este grupo de pessoas a resgatar ”tempo do tempo” para acudir inverno e verão, embaixo da chuva persistente ou um sol que transpassa, a cumprir com uma missão irredutível de escrever poesia.

È muito difícil dar uma opinião sobre o proveito da poesía individualmente; depende de fatores particulares do poeta. Pode ser a concreção de uma necessidade essencial, uma maneira de ver e mostrar o mundo, uma maneira de sentir junto com outros. Do que vou fazer, fazendo este prólogo deste trabalho solitário, silencioso e inspirador que realiza a escritora brasileira Rachel Rocha Omena (Maceió Alagoas). Recebedora deste portentoso mistério, onde recolhe a beleza que sente seu espírito, traslada a palavras com sua máxima expressão . Em cada um de seus poemas nos demonstra que a poesia é como a água que sustenta a terra. Porque atrás da palavra está o sopro poético, e a sombra invisível que forma a arquitetura das paisagens interiores do homem, que constitui a verdadeira essência do ser, que se cobre e dialoga dentro de nós mesmos.

A poesia é a instauração do ser com a palavra. Exatamente é assim. O cristal de uma mulher se transforma e se converte em beleza . Nos eleva ao universo que para a escritora é como uma infinita galeria de arte , de pequenas e grandes obras maestras que sustentam o frágil e as vezes o miserável espectro de nossas realidades. Sente em cada verso a necessidade de ligar e conciliar o mundo com o universo onde habita a harmonia como pedra angular da beleza . Levando a poetisa a estabelecer seu mundo desde onde inicia a construção de seu próprio edifício para abrir a janela das escuridões para a luz, a elevação do cotidiano as comarcas da beleza, assim, a chuva sobre o jardim, o cantar dos insetos nas noites, a espuma e o cheiro do mar ao romper na praia , o aroma do pão ao ser cozido, o homem urbano e seus fantasmas diários, o amor, a ternura, a alegria, todas as pequenas e grandes coisas que fazem uma alma ir repetível poético . Rachel Rocha Omena é uma das escritoras mais peculiares da nova literatura de Alagoas. De versos amatórios vibrantes por seu romantismo e por sua perpetua forma de amar. Leve como suspensa no tempo, os textos e a paisagem. Narrativo do amor que nos transmite laboriosa a cultura das palavras, nos produz o encanto e a serenidade que somente emerge de uma constante harmonia interior.

Há uma linguagem plena de desfrutes do carinho, da generosidade de compartilhar sentimentos , que faz que aflore em cada um dos leitores sentimentos e emoções que voam como uma pluma para os profundos e misteriosos filtros do amor. Esta é a ação e reação alquímica que produz fascinação e fará que nos cerque como espectadores a seu poema a cada momento.

O mérito a sua poesia é como se saíram cristais de sua boca. Palavras de cristais, que encandeiam e encantam e caem no resplendor da memória do leitor. Tem uma trajetória poética pela precocidade e a intensividade e que vence assim a diáspora do tempo nesta terra que há deixado a seus cantores da palavra.

Sua melhor qualidade reside em ser o centro mesmo da claridade e as inspirações do homem, de seu abismo e de seus sonhos mais altos.


Víctor Manuel Guzmán

Maceió Alagoas, 11 de janeiro del 2011

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013