sábado, 1 de maio de 2010

MULHER VESTIDA DE SOL


Mensageira de sonhos e esperanças
correnteza de profundos mares
 pérola abundante de estrelas
a mulher que brilha dentro de suas eternas poesias
rainha serena em tardes que produz encantos

Sol radiante que canta seus místicos resplendores
rainha de furacões, chamas vividas que
por decreto sorri a sua alma a cada amanhecer
como inventário de amor e expressão de sensualidade
 apenas sou eu... Uma mulher

Em seus caminhos secretos guarda segredos
que acaricia as letras olhando a noite que cobiça
  Dormindo se excita guardando seu próprio corpo
deixando cavalgar dentro de seus labirintos a luz
 desfrutando sabores e seus aromas de gozo

Abre as cortinas de seus dias com mãos de seda
e flutua entre borboletas imaginárias
se ungindo de sombras alimentando melodias
Encantada com sua nudez envolvendo a si mesma
abraça seu ventre  
Mulher
d
o


s
o
l






Rachel Omena




Mujer vestida de Sol
Mensajera de sueños y esperanzas
corriente de profundos mares
perla llena de estrellas
la mujer que brilla dentro de sus eternas poesías
reina serena en tardes que producen encantos
Sol radiante que canta sus místicos resplendores
reina de huracanes, flamas vivas que
por decreto sonríen a su alma cada amanecer
como inventario de amor y expresión de sensualidad
apenas soy yo... Una mujer
En sus caminos ocultos guarda secretos
que acarician las letras mirando la noche que cobija
Durmiendo se excita guardando su propio cuerpo
dejando cavalgar dentro de sus laberintos la luz
disfrutando sabores y sus aromas de gozo

Abre las cortinas de sus días con manos de seda
y flota entre mariposas imaginarias
se unge se sombras alimentando melodías
Encantada con la desnudez que la envuelve en sí misma
abraza su vientre
Mujer
d
e


s
o
l

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013