sábado, 22 de maio de 2010

INSEPÁRAVEIS AMANTES


Juro-te eterna
e em um segundo tudo foi eterno
Não me preocupei em entender
só ultrapassei meu entendimento
e me rendi ao mergulhar em ti
És um tesouro infinito
eterna aliança onde permanece
nas linhas retas de nossas mãos
Linhas de nossas vidas onde
nua pulsa emoções em cores e
mistérios líricos de nossos lábios
Que em minhas estações permaneces
como orvalho de sonhos
tocando e acalentando meus pensamentos
onde te espero entre sorrisos
encontrando-me como essência
que me faz única
E como noiva eterna faço meu voo
para que a aliança seja
eu e você


Amantes Inseparables

Juro te eterna
y en un segundo todo fue eterno
No me preocupé en entender
solo traspasé mi entendimiento
y me rendí al sumergirme en ti
Es un tesoro infinito
eterna alianza donde permanece
en las líneas rectas de nuestras manos
Líneas de nuestras vidas donde
desnudas emociones pulsan en colores y
misterios líricos de nuestros labios

En mis estaciones permaneces
como rocío de sueños
tocando y apreciando mis jardines
donde te espero entre flores
 encuentrome como esencia
que me hace única
e como novia eterna hago mi vuelo
para que la alianza sea
tú y yo


Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013