sábado, 26 de março de 2011

GALOPE ARDENTE

foi dentro de tua boca
navegando em teu sangue
dominando e dominada
galopei no teu prazer
voei até tuas essências
Te achei fora de mim
e me perdi em teus segredos
embriagada de teu vinho
caminhei em tuas palavras
na luz de tuas ruas
Estou desnuda de teu amor
renova as minhas águas
ilumina minha carne
embriagada te beijarei
me cobre com teu farol
me beije

GALOPE ARDENTE


El mejor placer que encontré
fue dentro de tu boca
navegando en tu sangre
dominando y dominada
galopando en tu placer
volé hasta tus esencia
Te encontrado fuera de mí
y me perdí en tus secretos
embriagada de tu vino
camine en tus palabras
a la luz de tus calles
Yo estoy desnuda de su amor
renueva mis aguas
ilumina mi carne
borracha te besaré
mi cubre con tu Faro
me besa

19 comentários:

  1. E ser mulher é ser tudo e ser nada!
    É ser vida como a escreves.

    Beijinhos de luz!

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo este seu cantinho Rachel!
    Beijocas em seu coração e uma linda semana para vc!

    Verinha

    ResponderExcluir
  3. Retribuindo a visita. Agradecer por ter visitado e permanecido. Desejar uma semana de bençãos e paz.

    ResponderExcluir
  4. En el más elevado ejercicio de la vida, que es el pensar, este poema nos envuelve en el sonido del deseo, donde el amor ocupa las huellas primordiales de la vida.

    La poeta rachel Omena ofrenda una tribuna para escribir la historia de sus sentimientos que van más allá de los signos y palabras.

    Felicitaciones porque en cada entrega nos ofreces poesías de muy buen nivel y comienza a destacar en el ámbito de las letras brasileñas

    Víctor Manuel Guzmán

    ResponderExcluir
  5. Uma bela e apaixonada inspiração com otima poesia.Meu abraço de paz.

    ResponderExcluir
  6. uau!!!
    que galope caliente querida..
    lindo mesmo..
    beijos perfumados

    ResponderExcluir
  7. Esse teu blog é um sonho,inspira tanto amor e paixão que mesmo ñ querendo me envolve.
    Parabéns minha linda.
    Obrigado pelo carinho da visita,saudades sempre.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  8. "Me perdi em teus segredos. "
    Que lindo! Seu blog tá maravilhoso garota.
    Um grande bj Edna.

    ResponderExcluir
  9. Galope, Rachel, projetado num clima ardente de um prelúdio bem construído. Beijos

    ResponderExcluir
  10. uau!!
    como é bom chegar aqui e ser recebida com esse poema!!

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  11. Estes galopantes beijos,
    que fazem arder e mais vontade de tudo fazer!

    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Lindo poema, amar com paixão e luxúria é isso, é realmente se entregar sem reservas, como em um galope cego e passional. Beijos poéticos.

    OS: Apenas uma duvida, os poemas desse blog são de sua autoria?E estou levando seu banner comigo, vc o verá na página chamada “Parceria” em meu blog literário, o meu banner vc poderá pegar na barra lateral dele. Essa parceria vai dar muito certo.

    ResponderExcluir
  13. Mmm cuanta pasión, las letras se van prendiendo fuego a medida que leoo!
    Muchisimas gracias por pasar por mi blog!
    Espero q me visites seguido!
    Besito.

    ResponderExcluir
  14. Boa noite.

    Lindo poema! Sensual... Quente...

    Um grande abraço.
    Maria Auxiliadora (Amapola)

    Estou lhe seguindo.

    ResponderExcluir
  15. Querida,me manda o e-mail de contato novamente para eu te mandar o código. Ah apenas um dica,coloca seu e-mail de contato na barra lateral do seu blog para seus leitores poderem entrar em contato contigo,ok?Beijos poéticos.

    ResponderExcluir
  16. Minha 1ª visita.

    Andei por aqui a ler.

    Achei o blog interessante e variado.

    Saudações poéticas.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Onde existe luz também existe sombras

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013