quinta-feira, 10 de novembro de 2011

ÉTER DE AMOR



Ah, amor meu!
Teus olhos me abraçaram
e do céu a luz das estrelas
acaricia meu ventre
e teus beijos me beijam
 desfalecendo meu corpo
 Teus dedos tateavam minhas curvas  
e encontravam atalhos para beber do meu mel
numa louca sequência onde
te entreguei a lua no meio deste ato
e o éter do amor embriagou nosso espaço
e arrebatou a minha alma
Agora a música da noite chegou
 estamos exilados nos braços da poesia
te beijo e adormeço
e enquanto durmo
teu amor me acaricia
 - Velando-me -

Éter de Amor

Ah, amor mío!
Tus ojos me abrazan
y del cielo la luz de las estrellas
acaricia mi vientre
y tus besos me besan
desfalleciendo mi cuerpo
Tus dedos delinearon mis curvas
y encontraron atajos para beber de mi miel
en una loca secuencia donde
te entregue la luna en medio de este acto
y el éter de amor embriagó nuestro espacio
y arrebató mi alma
Ahora la música de la noche llegó
estamos exiliados en los brazos de la poesía
te beso y adormezco
y en cuanto duermo
tu amor me acaricia
- Velándome -

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013