quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

O NÉCTAR DE UMA MULHER




Jamais serei o que o mundo me propõe a ser
porque sou dotada de autonomia 
dona de meus atos e conquistas 
mistério de luz e néctar do sexto sentido
Sou um barco que germina 
as águas de minha imaginação
a canção de amor que engrandece
 os acodes de meus sentimentos
um universo de estrutura
 tingido de ardor
Sândalo do oriente cheia de sabor
 vencida pela alegria de viver
musa de inspiração
 fogo e paixão
Nota musical de uma canção
 num belo poema da criação

E entre lençóis de seda bordado
todas as manhãs renasce nosso amor
Teus beijos e caricias cobrem meu corpo
e me entrego extasiada de teus desejos
Perco os sentidos e teu coração me chama
e como feras selvagens
 ao amor nos entregamos
Depois de amar-nos compartilhamos a luz do sol
que entra na brecha de nosso suor
nos olhamos na alma 
e voltamos a amar-nos como todas as manhãs
agora já não faz falta as palavras

EL NECTAR DE UNA MUJER

Jamás seré lo que el mundo me propone ser
porque soy dotada de autonomía 
reina de mis actos y conquistas 
misterio de luz y néctar del sexto sentido
Soy un barco que germina 
en aguas de mi imaginación
con canciones de amor que engrandecen
los acordes de mis sentimientos
un universo estructura
  tejido de ardor
sándalos de oriente llenas de sabor
 vencedora de alegría de vivir
musa de inspiración
 fuego y pasión
Nota musical de una canción
 en un bello poema de creación


Entre sábanas bordadas de seda y oro
todas las mañanas renace nuestro amor
tus besos y caricias me seduz
y me entrego extasiada a tus deseos
Pierdo los sentidos y tu corazón me llama
y como fieras salvajes al amor nos entregamos
Después de amarnos compartimos la luz del sol
que entra por la brecha de nostros sentidos 
nos miramos en la alma 
y volvemos a amarnos como todas las mañanas
ahora ya no hace falta las palabras


Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013