terça-feira, 17 de janeiro de 2012

MEU DESCANSO




Porque me buscas oh meu destino
se eu já caminhei ao descanso de minha loucura pausada
e hoje durmo ao som de uma orquestra de amor
que aquieta a vontade de viver as cartas da inconciência
desenhando jardins de sensibilidade

 dentro d'água do meu ser
Nu sentimento dentro de raios de lua
onde tu és minha profunda inspiração de escrever
e a ti dedicar estas letras molhadas de puro mel
que vive a metamorfose que aquece tuas inundações
dentro de nosso universo

 Bebendo tua sede de amar
na doce euforia de sibiose identidade
e levarmos a fusão de nossa cumplicidade
vertendo sonhos despertos 

de tentações dilatadas e saciada
em sensações do pleno e lindo ritual de amor
Amando-te tenho o sol da madrugada



MI DESCANSO


Porque me buscas oh mi destino
si yo ya caminé al descanso de mi locura pausada
y hoy duermo al son de una orquesta de amor
que aquieta la voluntad de vivir las cartas de la inocencia
diseñando jardines de sensibilidad 
dentro del agua de mi ser
Desnudos sentimientos dentro de rayos de luna
donde tú eres mi profunda inspiración de escribir
y dedicarte estas letras mojadas de pura miel
que vive la metamorfosis que calienta tus inundaciones
dentro de nuestro universo
Bebo de tu sed de amar
en la dulce euforia de una simbiosis de identidad
de llevarnos a la fusión de nuestra complicidad
derramando sueños despiertos
de tentaciones dilatadas y saciadas
en sensaciónes del pleno y lindo ritual de amor
Amándote tengo el sol de la madrugada




Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013