terça-feira, 26 de junho de 2012

AMOR QUE TUDO VENCE



Olhei e senti medo
Lá estava sombrio
e a morte era certeira
Aquele mar de águas profundas
escuras e tenebrosas

Eu não entendia o que via
mas sentia a essência da minha vida
eu queria viver e não morrer

Então senti que o teu amor me alcançou
porque eu já não sinto mais medo

AMOR QUE TODO VENCE

Miré y sentí miedo
Allá estaba sombrío
y la muerte era segura
Aquel mar de aguas profundas
obscuras y tenebrosas

Yo no entendía lo que veía
pero sentía la esencia de mi vida
yo quería vivir y no morir

Entonces sentí que tu amor me alcanzó
porque ya no siento más miedo


Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013