segunda-feira, 16 de julho de 2012

MARIPOSA



Sensual como uma flor
 seu néctar sacia a sede 
como doce
seu fruto é desejado
liberando gostos afrodisíacos


Vôo apreciado em poesias
amante das noites claras
borboleta aquecida 
nas madrugadas bordadas 
 entre a luz e a escuridão


Talvez  quando chegue o dia
no seu leito vazio
ela sonhe seu sonho
e desenhe os seus dias

Voa borboleta para o altar da vida
porque tem paliativo em desordem
mais em um dia de paz
soprará o vento
e voarás


MARIPOSA

Sensual como una flor
su néctar sacía la sed
como dulce
su fruto es deseado
liberando sabores afrodisíacos

Vuelo rico en poesías
amante de las noches claras
mariposa ardiente
en las madrugadas bordadas
entre la luz y la obscuridad

Talvés cuando llegue el día
en su lecho vacío
ella sueñe su sueño
y diseñe sus días

Vuela mariposa al altar de vida
porque tiene un calmante en desorden
pero en un día de paz
soplará el viento
y volarás


Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013