quinta-feira, 25 de abril de 2013

RASGANDO O VÉU


Apaixonada pela vida
tenho entrado no templo do coração
onde me espera sedento
 o infinito
- e nele viajo -
Dentro do tempo e da eternidade
entre o milagre do gozo profundo e
 orgasmos que voam desde as palavras
até o ato das mãos que dançam entre
um cenário de plenitude
 Deleitando-me da glória da vida
- abrirei a porta da gruta que rasgará o véu -
e germinados serão jardins de amor que
nascem do casamento perfeito
 onde o sol abre a noite e
 a todas as outras noites de onde se chegará
ao êxtase desde o amor que baila
até aos sons de músicas e silêncios
Santuário sagrado onde abraçam a existência
despertando o sangue como uma febre e
embriagando-se de prazer as varias essências
- abraçando o destino -
Homem - Mulher


Enamorada de la vida
he entrado en su templo del corazón
donde me esperas sediento
el infinito
- y en elle viajo -
Dentro del tiempo y la eternidad
entre el milagro del gozo profundoy
  orgasmos que vuelan desde las palabras
hasta el acto de las manos que danzan entre
un escenario de plenitud
 Deleitándome entre la gloria de la vida
- abriré la puerta de la gruta que rasgará el velo-
y germinandos serán jardines de amor adonde
nacen del casamiento perfecto
 donde el sol abre la noche y
a todas las otras noches donde si llegará
al éxtasis desde el amor que baila
hasta los sonidos de músicas y silencios
Santuario sagrado donde abrazan la existencia
despertando la sangre como una fiebre y
embriagándose del placer las muchas esencias
- abrazando el destino -
hombre - mujer




Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013