domingo, 19 de fevereiro de 2017

TRILHAS


Nos labirintos que dança o amor
 na paixão do extraordinário poder de amar, 
 trilhas e ar se movimentam
nos projetos dos sonhos e do
   amor que translada a vida

Colhemos flores de sol dentro de girassóis
e os campos se vestiam de ternuras
 vividas em nosso sentir

Cavalgávamos a um pôr-do-sol
 em busca de um destino para nossas almas
e as estrelas caminhavam
 dentro de nossos céus onde
 desnudavam a esperança

Mirávamos uma luz dentro 
de nossas mãos entrelaçadas
e entre plumas e ventos temporais
tudo era poesia, 
como uma obra prima e divina
Nossos corpos se abraçavam no refúgio
da coragem de mergulharmos
 dentro de nós dois 
entre o calor e o frio, o verde e o cinza
cultivávamos e plantávamos
 para a sobrevivência de nossos destinos

Hoje ainda nossos rios

que transportam refúgio
 de pensamentos e esperanças
nascem da virtude de um tempo
 que nunca será esquecido,
onde viveremos ventos de primaveras sedentas
que arderão em nossas bocas
 famintas de carícias
E lá fora na noite quente diremos 
 acorda somos nós
 e nos amamos




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Onde existe luz também existe sombras

Reticências

Reticências