segunda-feira, 2 de abril de 2018

SACIADA



Em tua boca desenho meus beijos
sinto uma sintonia híbrida
sou predadora e desejo teus sabores
e, este beijo se faz meu, teu!
Meu corpo queima neste silencioso ataque
sinto o prazer de teus lábios
e com muita sede me sacio desde tua alma
puro instinto, conexão que alimenta o prazer
adaptando a ânsia incógnita
Viajo a bordo do cheiro desta lucidez
mistica ciência, vencendo explosões ocultas.

Nossas bocas se encontraram





Um comentário:

  1. Na profunda forma do ser, saciar ou ser saciado, fica o desejo mais íntimo da dúvida de como agir, do que pensar.
    Essa sintonia híbrida que cresce entre o desejo de saciar ou ser saciado entre linhas descrita de palavras e reticências...
    Nas reticências sigo os pontos marcados com miolo de pão, pelas pedras que faltam no chão, ingeridas pelas aves na forma de refeição, deixando na escura na dúvida de chegar ou retornar.
    Avanco, por mais duvidas que apareçam no caminhar, para entender e aprofundar na reticência ou saciedade do desejo de saber distinguir no conhecimento e na proximidade do tocar...

    ResponderExcluir

Onde existe luz também existe sombras

Reticências

Reticências