sexta-feira, 13 de novembro de 2009

HOMENS E O SILÊNCIO NEGRO

Hoje deixo de escrever a poesia de amor para relatar a poesia da vida e do desamor



Surdos e mudos são os chacais venenosos que
vivem num mundo amargo que vomitam a fumaça de sua fome
Dentro de circuitos inflamados de maldades
são vales de papeis que rolam em um mercado forjado de desamor
onde homens vestem seus véus dentro de seus pântanos e dizem :
este é o meu testemunho
E são milhões a mastigar seu próprio vazio

 e assim são atrasos eternos
Neles, templos de confusões
sem valores sem moral
enriquecendo dentro da lama negra
de suas vidas que diante de seus olhos são vidas ,
mais que não passam de "morte"
E quando apodrecem sem luz eles travam um mundo 

de guerras que chamam de vitórias
Guerra estéril,absurdas e ridículas

 onde suas fomes crescem porque são fantoches
 e enfeitam sem pudores para
contrair a tortura ao suborno das vidas

 unindo o despertar em sofrimentos.


Abracem seus sonhos
e olham dentro de cada um
suas solidões
Torna-te limpo,ama-te
procura da vida a verdade
São tuas as estradas e suas

 as tuas encruzilhadas
coloca teus pés atrás do vento
e abriga tuas pedras
Tenham seus olhos sedados
e dentro de tua boca coloca água limpa
e esqueça os falsos risos
que acalentam hoje tuas almas
Povoa teus deserto e corram em busca
de teus barros apodrecidos de maldades
e matem de tua presença irônica
o esconderijo de teus trágicos males..


Rachel Omena


23 comentários:

  1. Un beso mi cielo.. cuanto gusto leerte

    Espero siempre tu visita corazón..

    Un abrazo
    Con mis
    Saludos fraternos..

    Que disfrutes de tu fin de semana...

    ResponderExcluir
  2. que blog mas bonito...
    echo de menos un traductor...

    un abrazo...

    ResponderExcluir
  3. ../’´’´’\
    .//^ ^\\
    (/(_♥_)\)_______¡ HOLA !
    ._/”*”\_
    (/_)^(_\)

    QUE LINDA ENTRADA ESPERO QUE TENGAS UN BUEN FIN DE SEMANAAA
    TE DEJO UN ABRAZO CHRISSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  4. Menina, quanta força nessas palavras!!!!
    Amei conhecer tudo aqui, por isso virei sua per seguidora...bjs
    Obrigada pela visita e me fazer vir te conhecer

    ResponderExcluir
  5. Muito bonito...muito profundo e verdadeiro.
    Um beijo
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  6. A vida real não aceita originais Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Amei...Ameiiiiiii
    Seu blog é belíssimoooooooooo
    Parabénsssssssssss

    ResponderExcluir
  8. Nada, vou seguir as regras do texto e ficar em silencio.

    beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Xuxa.

    Eu fico me perguntando até onde vai essa guerra Homem x Mulher?

    Direto do Rio.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Entao, depois do puxao de orelha volto. ai esta o exemplo, fui um aluno sadico e nao me pronunciei.

    Nao foi pelo veu negro que as vezes cobre o meu rosto, nem pelo barro que cobre minha maos quando afundo-me no pantano, para garimpar.

    Dentro de cada homem existe um chacal, e este se faz necessario para equilibrar as reaçoes. para humanizar mais o homem pois este nao é de todo bom, e nem deve ser.

    Aqui neste espaço traduzimos varios tipos de homens, e eles tornam-se a cada dia mais importante para nós, sao estes homens aqui criados, estes que entram em pantanos, estes que amam, que vestem veus negros que nos delimitam e nos tornam nós mesmo. essa dualidade alimenta o homem, alimenta a humanidade corrompida pela propria vontade.

    beijos... Rachel rainha das letras.

    olha que coisa interessante, sabe qual palavra apareceu aqui na convirmaçao? "viver" acredita?

    ResponderExcluir
  11. Léu sim onde irá amigo!
    Uma guerra onde muitas vezes o mal é vencedor e o amor perdedor,não, por não ter forças mais por querer calar diante da maldade do desamor da corrupção humana.
    Hoje o homem + mulher se constroe em destruir seu semelhante ,destruindo o lar os casamentos as uniões com descaramento e ainda falam....QUE FIZ EU ? NÂO EU LUTEI COM MINHAS ARMAS E VERCI A GRANDE BATALHA..não , não sabem que nada é eterno e que mais a diante existe uma LEI e nesta lei tudo acaba tudo se disolve...mais meu querido muitas vezes tudo já é tarde demais....Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. Sra.Rachel Omena,poetiza de Maceio-Alagoas a grande organização de Palmares -Pernambuco gostaria de saber se já existe um livro escrito e se é possível encaminhar para os ESTUDIOS LACRINIA S/A DO BRASIL todo o relato de sua vida,obra e dotorado em Letras. Já temos em nosso livro grande parte de sua vida em Alagoas mais gostariamos que sua vinda em Pernambuco seja em um breve tempo. Queremos proclamar um edital minucioso deste trabalho sobre sua obra litéraria e expor ao teatro DEODORO em ALAGOAS seu nome no livro das grandes ARTES POETICAS da atualidade.
    Contando com sua colaboração enviamos a seu correo todos os dados tecnicos.
    Ass. do panorama de arte de Pernambuco.

    ResponderExcluir
  13. Hermosos versos que me traerán de vuelta. Gracias por seguirme. Un abrazo.

    ResponderExcluir
  14. -:¦:--:¦:--. Sua página¦:--:¦:--:¦:
    :¦:--:¦:--:¦:-- está sendo¦:--:¦:--:¦:
    :¦:--:¦:--:¦:--. visitada¦:--:¦:--:¦:
    :¦:--:¦:--:¦:--. por alguém¦:--:¦:--:¦:
    :¦:--:¦: que tem muito carinho :¦:--:¦:
    :¦:--:¦:--:¦:-- por VOCÊ!¦:--:¦:--:¦:

    .*._/\_ .*.
    . * >,´< * Hoje é
    .*._/\_ .*. * . .. *um dia qualquer * . * .
    . * . * . ._/\_.
    * . * . . * >,´< . Mas, um Oi!
    (¨`´¨)×. mesmo que virtual,
    ..¸(¨´¨) × já faz a diferença.
    .... .. `•.¸.•.´Por isto estou aqui,´(¨`•.•´¨)
    ... ..`•.¸.•´para deixar minha marquinha
    ¸.•)´ (.•´em seu coração.
    (¸.o` ¸.o´¸.o*´¨ ¸.o*¨ ¸.o´ ¸.o`¸.)
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Por mais que se possa tentar fugir das pestilências que ocasiona o lado ruim da tristeza, dependemos da tristeza... Ela a tristeza, contrasta com o lado bom que traz consigo a alegria.

    Eu dependo da tristeza, sou triste por não poder ser sempre alegre. E noto que a paz não traz turbulências.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  16. Olá amiga,
    Tem um selinho para ti no meu blog, passa lá para pegá-lo!
    Um grande abraco e um belo inicio de semana!
    Márcia
    compreendereevoluir.blogspot.com
    vitrinedeprata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oi amada amei o texto,passando para lhe oferecer dois selinhos postados hoje no meu cantinho pra você.espero que goste.Fica na paz.Beijos na alma

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Recebi uma brincadeira e fui incubida de passá-la adiante! Passa no blog e pega ok? (vitrinedeprata)
    Abracos com carinho,
    Márcia

    ResponderExcluir
  19. Marcia minha querida não consigo ativar o perfiu..veja como posso entrar nesta brincadeira..meu beijo e uma feliz semana

    ResponderExcluir
  20. Poema forte.revoltado,intenso.desafiador.parabéns

    ResponderExcluir
  21. Soltos aromas a terra molhada
    A geada cobre o ventre da ilha
    Dos golfinhos só resta a lembrança
    Do alto um milhafre comtempla a maravilha

    Subi ao sítio mais alto
    Contemplei no longe Santa Maria
    Desci ao vale a caminho do sul
    Fechei os olhos ao que sentia

    Sete são os sortilégios
    Sete são as dores sentidas
    Sete eram os filhos de pé descalço
    Sete eram as almas perdidas


    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  22. Rachel

    Poderoso este texto!

    Intenso... Profundo...

    Tens força nas palavras, minha amiga!

    Bonito teu blog! Gostei, tem personalidade! Voltarei...

    Gilberto
    nel mezzo del cammim

    ResponderExcluir

Onde existe luz também existe sombras

DE SUA POESIA

Afortunados são os que tem a capacidade de escrever poesia e fazer seu outro oficio,e também são aqueles que o leem e constroem um refugio onde refrescam seu espírito com a bebida gratificante de palavras e sentimentos, que eleva seu espírito até um céu limpo de nuvens onde só brilha a luz de sua inspiração. Uma obra de arte é boa se há nascido ao impulso de uma íntima necessidade.

Precisamente neste seu modo de engendrar-se radica e estriba o valor da poesia, porque explora as profundidades de onde mana a vida. Alí radica a historiada beleza da poesia, a que coabita o humano e para o humano, a que vá escrevendo paralelamente a história da humanidade. E neste ordenamento perfeito do caos, que antecede a beleza e se concebe a grandiosa poesia.

Muitas vezes me perguntei em meio destes desvelos que me perseguem e que me anuncia a aparição da palavra ¡ Que misteriosos meios, de sopros desconhecidos e germinais movem a este grupo de pessoas a resgatar ”tempo do tempo” para acudir inverno e verão, embaixo da chuva persistente ou um sol que transpassa, a cumprir com uma missão irredutível de escrever poesia.

È muito difícil dar uma opinião sobre o proveito da poesía individualmente; depende de fatores particulares do poeta. Pode ser a concreção de uma necessidade essencial, uma maneira de ver e mostrar o mundo, uma maneira de sentir junto com outros. Do que vou fazer, fazendo este prólogo deste trabalho solitário, silencioso e inspirador que realiza a escritora brasileira Rachel Rocha Omena (Maceió Alagoas). Recebedora deste portentoso mistério, onde recolhe a beleza que sente seu espírito, traslada a palavras com sua máxima expressão . Em cada um de seus poemas nos demonstra que a poesia é como a água que sustenta a terra. Porque atrás da palavra está o sopro poético, e a sombra invisível que forma a arquitetura das paisagens interiores do homem, que constitui a verdadeira essência do ser, que se cobre e dialoga dentro de nós mesmos.

A poesia é a instauração do ser com a palavra. Exatamente é assim. O cristal de uma mulher se transforma e se converte em beleza . Nos eleva ao universo que para a escritora é como uma infinita galeria de arte , de pequenas e grandes obras maestras que sustentam o frágil e as vezes o miserável espectro de nossas realidades. Sente em cada verso a necessidade de ligar e conciliar o mundo com o universo onde habita a harmonia como pedra angular da beleza . Levando a poetisa a estabelecer seu mundo desde onde inicia a construção de seu próprio edifício para abrir a janela das escuridões para a luz, a elevação do cotidiano as comarcas da beleza, assim, a chuva sobre o jardim, o cantar dos insetos nas noites, a espuma e o cheiro do mar ao romper na praia , o aroma do pão ao ser cozido, o homem urbano e seus fantasmas diários, o amor, a ternura, a alegria, todas as pequenas e grandes coisas que fazem uma alma ir repetível poético . Rachel Rocha Omena é uma das escritoras mais peculiares da nova literatura de Alagoas. De versos amatórios vibrantes por seu romantismo e por sua perpetua forma de amar. Leve como suspensa no tempo, os textos e a paisagem. Narrativo do amor que nos transmite laboriosa a cultura das palavras, nos produz o encanto e a serenidade que somente emerge de uma constante harmonia interior.

Há uma linguagem plena de desfrutes do carinho, da generosidade de compartilhar sentimentos , que faz que aflore em cada um dos leitores sentimentos e emoções que voam como uma pluma para os profundos e misteriosos filtros do amor. Esta é a ação e reação alquímica que produz fascinação e fará que nos cerque como espectadores a seu poema a cada momento.

O mérito a sua poesia é como se saíram cristais de sua boca. Palavras de cristais, que encandeiam e encantam e caem no resplendor da memória do leitor. Tem uma trajetória poética pela precocidade e a intensividade e que vence assim a diáspora do tempo nesta terra que há deixado a seus cantores da palavra.

Sua melhor qualidade reside em ser o centro mesmo da claridade e as inspirações do homem, de seu abismo e de seus sonhos mais altos.


Víctor Manuel Guzmán

Maceió Alagoas, 11 de janeiro del 2011

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013