sexta-feira, 9 de julho de 2021

 DE MÃOS DADAS


Ah, um colibri pousou em minha janela

acordou-me, e um cacho de luz enfeitou meus cabelos

Abracei-me às paredes de meus pensamentos e

me cobri num cobertor de estrelas.

" Venha me amar..."

Ah, hoje tu acordou e te vesti de verso

passado no nosso presente....eu te amo...

e uma estrela chorou, apenas para pingar em ti, 

um beijo meu.

Este beijo é só um açoite de encanto em expansão...

a não ser este abraço que está no ar,

mas se fechar teus olhos, meu abraço aperta-te, e de

mim, entrego-me sem cansaço.

Os corpos falam pelas bocas; às peles se beijam pelos lábios:

os lábios comem: engolem pela garganta...grita, é hora do prazer...

de viver...

Todas às palavras eu traduzo em som...uníssono...

O amor que sinto; respiro; que como; que devoro;

engulo; e move todo meu ser...


Rachel Omena

terça-feira, 25 de maio de 2021

SÓ ME AME

 



Escuta!
Fecha os olhos que te ensinarei
como me sentir e como me acariciar,
porque andas em meus sonhos
e neles podes sentir o meu abraço
apertando o teu peito    

Escuta !
És a conspiração de meu absoluto céu,
mais se o amor estiver dormindo
não sentirá minhas caricias 
o céu do meu infinito
a glória da minha paz  

Escuta !
Todos sabemos querer
mais pouco sabemos amar 
Porque bastaria flores
no jardim do meu coração 
e eu seria tua

Escuta !
O amor se busca também na escuridão 
porque te escrevendo
eu posso entregar-me a ti
e o amor não conhecerá o seu final



MEU VENTRE

 


Sou uma mulher presa a doce brisa de viver
despertando a noite silenciosa
úmida e inquieta
bailando nos cenários dos astros e
escondendo a vida no seio das estrelas
Sou fera que abriga o vento
aroma da mais pura água
raiz de resina fresca
luz da campina matinal
Sou sol e sangue
amor e morte
poesia infinita que irradia
relíquia que aquece e respira
corpo selvagem da deusa natureza
luz e chama da terra
dentro e fora de um deserto
Sou a paixão sou música
vestido vermelho de renda
dançando um tango
minha real sensualidade
insolente e sedutora
Sou oceano que cheira a flor de laranjeira
ventre quente de um vulcão
construindo monumentos
de um reino sereno
lançando encantamentos





domingo, 11 de abril de 2021


CABALA VII




Te levanta, ande!
Encontrará o que falta
quando estiver caminhando.
Talvez os seus passos vacilem 
Talvez sua mente e seu coração
estejam em guerra.
Verdadeiro e mentiroso.
A inocência e a traição
andarão de mãos dadas.
Não se renda você encontrará o que falta
se continuar procurando.
Não desista de acreditar
o mundo abrirá o coração pra você, se
continuar caminhando.
Continue.

Quando os sons, os cheiros e as pistas
serem seus mapas...
Enquanto você procurava, se tornou um caçador
Não temas!
Olhe com o seu coração.
O caminho a sua frente muda
dependendo do que você encara.
Pode ser um nó.
Um fluxo fora do tempo, se lembre...
Você foi transformado com dois anéis interligados.
Você cresceu com o amor
com impossibilidades.

Você vai cair...tens que correr o risco de 
cair para depois voar
Tem que estar entre o negro e o branco.
Talvez pense que tudo acabou, que o mundo
está destruído,
Não se esqueça...
Com o poder do coração, tudo no mundo melhora.
Se apegue a verdade, ao seu coração,
Persista e permanecer no lugar que eles querem eliminá- lo.
Grite! Se lembre do que procuras.
Está preste a perder a sua outra metade.
Não diga que o mundo parou, que o universo foi destruído.
Você não está dentro...nem completamente fora.
Você é uma peça em meio ilimitado da eternidade.
Não se renda.
A esperança é o seu tesouro mais precioso para  atingir sua meta.
Olha, o mundo ganha significado conforme você assiste.
Você deixará seu coração batendo como um relógio
com o que encontrar.
Repeti, você criou este infinito com dois corações entrelaçados. 
Caminhe até o fogo
Você sabe que é melhor queimar de amor.
Se levante das cinzas, como a fênix.

"Se você limpar o seu coração dos espinhos, alcançará o jardim
de rosas eternos". (Miviana)
Caminhe em direção a este alvo...
Para a inocência...
Para sua outra metade...
Para completar.




segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

RISCOS DE ESTRELAS
 


Porque me olha assim, 
se no ninho sou ás garras de tua liberdade.

 Não, não me olhe assim, porque nua me vejo no  jardim de tua alma.

 Melhor, que me regue de amor, 

e molhe com teu suor,  o sol dentro de mim, e,

atados a este porto seremos a alquimia explicita 

de desejos e prazeres, renovados e renascidos entre ciclos.



 R,R,Omena

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

 A CHAMA

 


 Homem, teu perfume é tão forte 

que desconcerta a minha áurea

Teu  aroma vibra em mim

 confrontando meu entendimento.

Teus beijos me assolam e me apuram o paladar

 aliado-se ao aperto de teus braços.

Vi que em teus olhos existe todas as galacteas,

 e já às cores me confundiam com seu brilho majestoso.

Um azul profundo dentro deste infinito olhar 

que viajo para dentro de tua alma,

 na mais fabulosa viagem de minha vida.

Este azul exibe um poder que embriaga

 meu inconsciente a minha abalada consciência.

E fico a pensar por quantas águas e fogo tive que enfrentar,

 para hoje me perder no meu e no teu universo dos sentidos.

Luzes, estas chamas que escapam de nós dois

 sem pensar em violentar o tempo de hoje e do porvir. 


Rachel R. Omena

 


 


 

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

UM TOCAR DESCONHECIDO


Me embriagou de teu mundo,  puro vinho,
e me fez o amor.
Meus pensamentos conquistavam espaços dentro de mim
tatuando sorrisos de prazer em um encontro prazeroso.
Alinhamento de imagens buscavam felicidade
entre o calor que queimava de tua figura invisível

Um pacto entre amantes se rompeu
da escuridão para claridade da alma
abrasando os jardins dos dois corações.
Um despir-se, uma entrega
sou mulher e sou amada.

Agora dentro de ti escrevo um poema
romântico, nu e colorido..
Paixão, fervor, intensidade,
sentires e desejos pulsantes.
Desejo de ternura de sexo descritos num
trajeto de prazer sobre um corpo de mulher.

Eu mirava meu próprio espelho, inundo de amor,
e viajava entre florestas e rios onde minha
alma descansava diante do porvir.
E neste gracioso mundo interior
meus beijos saiam silenciosos e repousavam em tua boca,
deixando tatuado um certo fogo de emoção.
Tuas mãos eram sensores que vibravam quanto
ao toque abriu o baú de minhas emoções.

Rachel Omena




quarta-feira, 14 de novembro de 2018

CABALA V


Caminhe na verdade!
Você é uma criação, um amanhecer dourado,
...caminho a muitas criações...
Você pode iluminar-se ou apagar-se,
escolha entre a noite e o dia, o amor ou o ódio... 
decida qual o elo, a alquimia ou o acaso do nada.
Tudo é infinitamente o nosso universo.
Na realidade as metas alimentam efeitos. E tudo se realiza.
Somos jardins de esferas superiores a nossa realidade,
colunas complementares de conhecimento metafóricos.

O Homem a Mulher, fogo e água,
um pilar fortificado no equilíbrio de duas forças.
O oposto a seguridade da vida, mas, em um só!
Quando estiver em dois, esqueça o mundo,
se liberte, se libere!

Sou a energia do corpo que me cura
que cura o corpo e a alma....eu sou o amor!
Sou a consciência absoluta, conheço a perfeição
Sou o plano e sua conclusão.
Sou o mecanismo em desenvolvimento da alma
Sou o poder da renovação e transformação metamorfósica
Sou o deslumbre da imortalidade

Agradeço,
ao mundo espiritual, por ter salvo a minha alma da morte
os meus olhos das lágrimas, e a meus pés de entrar nas sombras.
Nada sou sem barreiras e obstáculos como existência física, mas,
como ser espiritual sou o canal de muitas vidas!
Sou o que tenho, e o que me resta ter!



sábado, 6 de outubro de 2018

EMBRIAGADA DE SAUDADE






Depois desta guerra
conjugo meu verso ao tempo
onde dorme a noite acidentada de saudade
Minha boca se embriaga do vinho doce
na certeza que ao amanhecer, espera pelo sol

Mas, neste momento minhas forças se esgotam
pelos pensamentos que formam infinitos duelos

  Olho minha janela iluminada pelo neon da lua
e bebo do deserto sonâmbulo
desta saudade





quinta-feira, 4 de outubro de 2018

RETICÊNCIAS




Vem brincar comigo
correr os dedos nas ruas platinadas de minha nudez
Sentir e viver a pele suave e quente
soprando em mim um sussurro
como lenitivo a minha alma

Não te preocupa em entender
submerja para ultrapassar o entendimento
e qualificá-o para amar-me
Guarde o tempo e seus segredos
lance as cartas para as preliminares

somando forças agradáveis à procura
Aprecie o momento
homem que conhece as esquinas do meu infinito
porque a ti escrevo
para te sentir com o coração
Tire as peças, mova e corra os espaços,
esse que te leve a apanhar- me
entre sons repetitivos, perturbadores,
ofegantes

Me diga
Se me descubro!



segunda-feira, 24 de setembro de 2018

NÓS




O segredo da noite
É saber que estarei ai, junto a ti
Nosso só nosso, um segredo...
Ao pensar em mim, me transporto.
Sinto sua energia em mim
Parto de onde não saí, pois contigo estou.
A noite já chegou... verão  de cigarras.
Ouça o canto nas árvores recheadas de nós
Ilumino-te na luz do vagalume
No canto a envolvo e a devoro
Somos um, rolando na imensidão do orvalho.

Deixa cair à gota que nos torna cada vez mais um.
Separar impossível.
Identificar quem na mistura ficou, impossível .
Eu sou você , você sou eu, somos um.
No canto da flor, na luz da cigarra
Tudo se resume em nós...
Não existe mais você, eu não mais existo,
Nós no segredo da noite.


sexta-feira, 31 de agosto de 2018

NO MEU SONHO




A noite não pode se esconder do meu sentir
colher as estrelas que do céu
de tua boca desejo ter

Na flor esplendorosa que flutua uma
brisa desde este céu, para as margens
de um rio fogoso e doce na tua boca

Neste entrelaçado olhar apaixonado e febril
 amantes esperam o abrigo da luz

Viajo no corpo do meu amado
e posso desfrutar deste sonho ardente
sentindo um perfume silene de uma sinfonia
deleite eterno no corpo esperado

Meu sonho é náufrago em noites
 de temporal, nas estrelas  
profética e mística densidade doada
que espera, espera pela luz do amanhecer
que surgi por trás de nossas noites


RETRATO NA PAREDE



Sob o céu de meu mundo, me deixei pintar
No retrato em branco e preto que me fez o pintor
traço a traço me traduziu.


Sou nuvem, sou árvore
Sou da vida, a história
Sou um nascer do dia no lugar exato
Sou cachoeira de águas cristalinas
Sou a águia que voa na sua liberdade
Sou passageira de algum trem veloz
Pintou meus olhos flexíveis de paixão
De uma lógica singular me fez sol fractal
Da etérea existência me fez espaço luminoso
Da vida colorida e emotiva me fez inteligência


Na ausência do meu amor sou teu travesseiro
Na ausência das tuas palavras sou teu poema
Na ausência do meu cheiro sou eu o teu perfume


E por fim o pintor pediu ao universo para cobrir- me
com o véu das flores, do frio que aquece e do calor que arde.


terça-feira, 21 de agosto de 2018

SUBMERGINDO AO SONHO



Nua e úmida, amarrada a teus braços
presa a este porto, descompassadamente,
você a medida certa.
Meus seios apertados em tuas mãos dançavam como
uma fonte luminosa. saciando nossa sede naquele universo real
Naquele momento eramos únicos, respirávamos água, sal e mel.
Momentos de um colapso de emoções profundas, que ardia
e harmonizava minha alma a tua.

No meu corpo aquecido de beijos,
tuas mãos tateavam o percurso desnudo,
à procura incansável de encontrar no meu delírio
a minha sanidade e entrega.
Teu corpo apertava o meu numa caricia preliminar
que aumentava a chama.
Teus olhos buscavam nos meus olhos, a música falada ao coração,
como algo que dizia, *de volta a casa*.
Tuas buscas eram bússolas que desbravavam caminhos e segredos,
agora deixei de me pertencer, para pertencer a nós dois.

Construído o jardim,
cultuamos com ardor a essência naquela tarde em meio ao bosque quando,
entre caricias e línguas entrelaçadas nos entregávamos sem perceber
que o tempo era um doce e singular açoite.
E lá no alto entre as árvores, a lua silenciosa contemplava e soprava
um harmonioso frio, que temperava nossos corpos loucos de amor.



 

terça-feira, 24 de julho de 2018

A ESPIRITUALIDADE DO AMOR




Com seus lábios carnudos que sinto 
nas noites frias que me levam até você
Quando na calada da noite atravesso o
espaço físico que nos separa num piscar de olhos. 
Sinto ele, como a fruta do pecado, apimentado mas doce
como o morango e a cereja.

Encho meus lábios com os seus, formando, 
uma única peça de puro prazer
Não me mexo e você aceita como seu fosse,
neste prazer onde o néctar escorre canto a fora.
O gozo de sua língua gera movimentos de prazer
que como nuvens são levados ao vento.
Me fazem sentir algo que com palavras
não sei descrever
Apenas sinto, no céu de minha boca, vejo,
mesmo de olhos fechados, estrelas cintilantes
de múltiplas cores.
Ao, com a mão tocar seu corpo, além das bocas entrelaçadas
em um beijo interminável, juntamos nossos corpos.
Como um, deslizando de forma lenta mas apaixonante,
cada vez mais.
Dois corpos fundidos no prazer da carne,
mas ligados a forma espiritual, que só
o momento poderia explicar.
Não há palavras, somente olhar
Não há corpos, apenas nós.
Nós que como um único ser, no prazer do momento
sentiu o que poucos tiveram o prazer de sentir
A paz de ter sem tirar
De dar sem perder
De completar um ao outro
Numa pura sintonia de amor.



Vasco Balthazar

Reticências

Reticências