sexta-feira, 2 de abril de 2010

LUA DE PRATA



Minha alma se funde a tua alma
 colunas que sustentam as formas que
se abrem  para receber 
o alimento quente e viçoso
como rio vivo mistura-se ao mar de nossos sabores 
Meu interior se contrai como lábios famintos
para cobiçar teus desejos que rasga o véu de meus labirintos
num gozo perfeito na imensidão de nossos desejos
 É  como um cenário de luzes de um farol que acendem e apagam
assim são nossos orgasmos pulsantes

Eu miro o mel de teu hálito quente e perfumado 
e sou uma lua de prata que canta louvores 
de suspiros nos sentimentos de amor
E em nossos lençóis  cavalgamos como cavalos- marinhos
 nos transformando em lamparinas que acendem mantos de orvalhos
E  dentro de nossos suspiros e gemidos 
 nossas mãos passeiam em busca de mais fogo
Vivemos a febre deste amor  e continuamos bebendo 
o néctar de nosso deleite


Rachel Omena




 LUNA DE PLATA

Mi alma se funde con tu alma
y las columnas que sostienen mis formas
si abren para recibir
el alimento caliente y exuberante
que como río vivo se mezcla en el mar de mis sabores.
Mi interior se contrae como labios hambrientos
para cobijar tus deseo que  rasgas el velo de mis laberintos
en un gozo perfecto en la inmensidad de nuestros deseos
es como un escenario de luces de un faro que encienden y apagan
así son nuestros orgasmos pulsantes.
Yo miro la miel de tu hálito caliente y perfumado
soy una luna de plata que canta alabanzas
de suspiros y sentimientos de amor.
Y en nuestras sábanas de lino cabalgamos como caballitos de mar
nos transformamos en lámparas que encienden mantos de rocío
dentro de nuestros suspiros y gemidos
donde nuestras manos pasean en busca de más fuego
y en la fiebre de este amor continuamos bebiendo
el néctar de nuestro deleite.


29 comentários:

  1. Quanta sensualidade tranformada em paixao, quanta paixao incrivelmente ilustrada pelo toque dos corpos envolvidos em um unico desejo, somos tao vulneraveis ao amor, a paixao, que ao termino deste texto me perguntei se amo, se amei e se fui amado algum dia.

    Muito bom Rachel, lindo texto linda canaçao de amor dos amante enamorados.

    beijos de seu fã

    ResponderExcluir
  2. Deleite que son tus versos tan siempre impregnados del mejor perfume, el de el AMOR y la PASION.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  3. A sensualidade de seus poemas é incrível. Muito linda. Continue assim sempre inspirada . Grande bj Edna

    ResponderExcluir
  4. Vc é uma verdadeur mestra de sensualidade
    òptimo texto

    Um beijo e Boas p+ascoas

    ResponderExcluir
  5. Oi amada tudo bem ? deixe um recado desejando feliz páscoa no teu outro blog. tou levando teu banner e vou coloca-lo no meu blog amoralemdavida-dois.blogspot.Beijos na alma

    ResponderExcluir
  6. Bello poema de amor escrito por una poeta llena de sentimientos muy profundos que con su creatividad nos lleva a un oasis dentro de un acuario donde todo vibra en caricias de amor. Felicitaciones
    Víctor Manuel

    ResponderExcluir
  7. Oieeee amigaaaa!
    vim te desejar...


    =► FELIZ PÁSCOA ◄=

     **
      ** **
     **   **
     **   **        *****   
     **   **       **   ****  
     **  **       *   **   **   
      **  *      *  ** ***  **  
       **   *    *  **     **  *   
         ** ** ** **         **  
        **   **  **  
       *           * 
      *             *
     *     0   0      *  
     *   /   @   \   *
     *   \__/...\__/   *   
       *    |_|_|    *
         **      **
           ****

    ResponderExcluir
  8. Inomináveis Saudações, Rachel Omena.

    Sensuais potências e plurais intensas marcas de desejos puramente singulares pontuam estes versos sincronicamente nascidos da pele. Pele+Paixão+Desejo= PODER LIVREMENTE AMAR NA VERDADE OCULTA DO AMAR. Determinados sentimentos do Amar, do Verdadeiro Amar, sinfonia intensa de sonhos vários, sintonia particular com tudo que se realiza nos lençóis mais amados...

    Excelentes versos vossos, expressivamente encantadores.

    Saudações Inomináveis, Rachel Omena.

    ResponderExcluir
  9. sensualidad, pasión, sutileza, amor...eres maravillosa Rachel!!
    un cálido abrazo.

    ResponderExcluir
  10. Olá Rachel!

    Aqui está tudo que o que muitos certamente gostariam de ter vivido, ou ainda viver!

    Beijinhos.
    Tenha uma feliz Páscoa!
    vitor

    ResponderExcluir
  11. Muy bello poema me encanto
    un beso

    ResponderExcluir
  12. Oi minha queriducha
    Passei para repetir que vc é o amor mais gostoso de todo este espaço

    Beijo doce

    ResponderExcluir
  13. Em doces lábios
    no coração do lume
    se demora o beijo
    num corpo nu
    onde arde o desejo...


    BeijOOO
    AL

    ResponderExcluir
  14. Olá, passei, vi, revi e, gostei...
    Beijinho da laura

    ResponderExcluir
  15. Repito a visita porque vc me encante e me deixa encantado

    Beijinho doce para a mulher mais sensual e bonita

    ResponderExcluir
  16. Gracias por tu visita a mi blog, aqui estoy devolviendo la gentileza.

    Escribes con sentimiento y belleza, te felicito por tu fecundidad literaria.

    Te dejo mi flor y mi saludo.

    LiLith

    ResponderExcluir
  17. Um feliz Páscoa para ti.
    Deus abençõe vc e sua família.
    Muita paz,muita luz e muita sabedoria.
    Um beijo borrado de chocolate.
    Beijokas.
    Beijos maravilhoooooooooooosa

    ResponderExcluir
  18. Precioso momento de pasión y amor plasmado con suma elegancia.

    Muy amable por visitarme.
    Abrazo.

    ResponderExcluir
  19. hola Rachel.
    Eres una artista en tus poemas tan bellos.
    Encantada de estar contigo!
    Te invito a visitarme : Ojalá te gusten mis blogs que también quieras estar conmigo!
    Besitos
    Un abrazo^^

    ResponderExcluir
  20. Uma apaixonante história de atos .
    Rachel você inspira alto confiança aos teus leitores. Parabéns

    ResponderExcluir
  21. Eres un encantamiento de mujer donde encrucijada en la bajada de tu fuerzas es lo camiño cierto

    felicito amiga eres bonita

    ResponderExcluir
  22. Moça bonita tuas poesias enchem meu interior de perfume e essências onde este mundo eu ainda não encontrei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Continuo encantado com os teus poemas
    Beijo de agradecimento

    ResponderExcluir
  24. Sensual, muy bello poema, gracias por tu visita.

    Besos

    ResponderExcluir
  25. Amiga.

    O que o outro inspira em nós
    é a vida,
    em seu mais elevado sentido.
    Ser de alguém,
    por livre opção.
    Dar o melhor de nós por
    necessidade.
    isso é amor que nos dá sentido
    e justifica.

    Que o amor tome conta de ti.

    ResponderExcluir
  26. Querida amiga Rachel,
    la sensualidad de tus palabras es contagiosa.
    Es un manjar de palabras dulces, para embelezarse.

    --------------
    ^^Besitos^^
    ^^Abrazos^^

    ResponderExcluir
  27. hola Rachel,
    muy agradecida estoy por tu verso que me has prestado para publicar en mi blog. Hoy he publicado tu verso tan lleno de calor de amor.
    Te felicito por tu obra.
    De nuevo gracias a ti.

    Besitos
    un abrazo^^
    Rebecca Rosenbaum

    ResponderExcluir
  28. Después de mi ausencia es estupendo volver a leerte... me quedo como siempre por tu espacio..

    Un gusto disfrutar de tus letras.



    Un abrazo con mis
    Saludos fraternos de siempre...
    Que disfrutes del fin de semana..

    ResponderExcluir
  29. Intenso e sensual...lindo amiga...bjs e um ótimo final de semana pra ti...

    ResponderExcluir

Onde existe luz também existe sombras

DE SUA POESIA

Afortunados são os que tem a capacidade de escrever poesia e fazer seu outro oficio,e também são aqueles que o leem e constroem um refugio onde refrescam seu espírito com a bebida gratificante de palavras e sentimentos, que eleva seu espírito até um céu limpo de nuvens onde só brilha a luz de sua inspiração. Uma obra de arte é boa se há nascido ao impulso de uma íntima necessidade.

Precisamente neste seu modo de engendrar-se radica e estriba o valor da poesia, porque explora as profundidades de onde mana a vida. Alí radica a historiada beleza da poesia, a que coabita o humano e para o humano, a que vá escrevendo paralelamente a história da humanidade. E neste ordenamento perfeito do caos, que antecede a beleza e se concebe a grandiosa poesia.

Muitas vezes me perguntei em meio destes desvelos que me perseguem e que me anuncia a aparição da palavra ¡ Que misteriosos meios, de sopros desconhecidos e germinais movem a este grupo de pessoas a resgatar ”tempo do tempo” para acudir inverno e verão, embaixo da chuva persistente ou um sol que transpassa, a cumprir com uma missão irredutível de escrever poesia.

È muito difícil dar uma opinião sobre o proveito da poesía individualmente; depende de fatores particulares do poeta. Pode ser a concreção de uma necessidade essencial, uma maneira de ver e mostrar o mundo, uma maneira de sentir junto com outros. Do que vou fazer, fazendo este prólogo deste trabalho solitário, silencioso e inspirador que realiza a escritora brasileira Rachel Rocha Omena (Maceió Alagoas). Recebedora deste portentoso mistério, onde recolhe a beleza que sente seu espírito, traslada a palavras com sua máxima expressão . Em cada um de seus poemas nos demonstra que a poesia é como a água que sustenta a terra. Porque atrás da palavra está o sopro poético, e a sombra invisível que forma a arquitetura das paisagens interiores do homem, que constitui a verdadeira essência do ser, que se cobre e dialoga dentro de nós mesmos.

A poesia é a instauração do ser com a palavra. Exatamente é assim. O cristal de uma mulher se transforma e se converte em beleza . Nos eleva ao universo que para a escritora é como uma infinita galeria de arte , de pequenas e grandes obras maestras que sustentam o frágil e as vezes o miserável espectro de nossas realidades. Sente em cada verso a necessidade de ligar e conciliar o mundo com o universo onde habita a harmonia como pedra angular da beleza . Levando a poetisa a estabelecer seu mundo desde onde inicia a construção de seu próprio edifício para abrir a janela das escuridões para a luz, a elevação do cotidiano as comarcas da beleza, assim, a chuva sobre o jardim, o cantar dos insetos nas noites, a espuma e o cheiro do mar ao romper na praia , o aroma do pão ao ser cozido, o homem urbano e seus fantasmas diários, o amor, a ternura, a alegria, todas as pequenas e grandes coisas que fazem uma alma ir repetível poético . Rachel Rocha Omena é uma das escritoras mais peculiares da nova literatura de Alagoas. De versos amatórios vibrantes por seu romantismo e por sua perpetua forma de amar. Leve como suspensa no tempo, os textos e a paisagem. Narrativo do amor que nos transmite laboriosa a cultura das palavras, nos produz o encanto e a serenidade que somente emerge de uma constante harmonia interior.

Há uma linguagem plena de desfrutes do carinho, da generosidade de compartilhar sentimentos , que faz que aflore em cada um dos leitores sentimentos e emoções que voam como uma pluma para os profundos e misteriosos filtros do amor. Esta é a ação e reação alquímica que produz fascinação e fará que nos cerque como espectadores a seu poema a cada momento.

O mérito a sua poesia é como se saíram cristais de sua boca. Palavras de cristais, que encandeiam e encantam e caem no resplendor da memória do leitor. Tem uma trajetória poética pela precocidade e a intensividade e que vence assim a diáspora do tempo nesta terra que há deixado a seus cantores da palavra.

Sua melhor qualidade reside em ser o centro mesmo da claridade e as inspirações do homem, de seu abismo e de seus sonhos mais altos.


Víctor Manuel Guzmán

Maceió Alagoas, 11 de janeiro del 2011

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013