sábado, 24 de abril de 2010

NOSSOS LENÇOIS



Brilham luzes em nossos lençóis

 esperando mais uma vez a chegada de nossos corpos

   Cada lugar está impregnado de nossos aromas

e do toque deste amor

 entrelaçando a sagrada eternidade da noite


Nossas almas, nossos corpos nos desejam

 bocas imaginam sabores e toques 

 tudo entra em fusão


Nossas células aguardam  

 o delírio nos visita e libera vida 

respirando nossas respirações

viajando dentro dos corpos


E nossos mais excitantes segredos

são decifrados ao aconchego de nossos sabores 

e na magia humana que acaricia os sentimentos

 transbordando essências

perdendo a razão

porque viemos nos buscar









Brillan las luces en nuestras sábanas

esperando una vez más la llegada de nuestros cuerpos

Cada lugar está impregnado de nuestros aromas

y del toque de este amor

entrelazando el eternidad de la noche


Nuestra almas, nuestros cuerpos nos desean

bocas imaginan sabores y caricias

 todo entra en fusión



Nuestras células aguardan
el locura nós visita y libera vida
respirando nuestras respiraciones
viajando dentro de los cuerpos

Y nuestros más exitantes secretos 
son descifrado la delicia de nuestros sabores
y en la magia humana que acaricia los sentimientos
tocando esencias
perdiendo la razón
porque vinimos a buscarnos



27 comentários:

  1. Como nao lembrar, como nao pensar em delirios e enrrolados em lençois isso fica ainda mais envolvente, como nao querer, como nao estar apaixonado por este blog lindo.

    beijos.

    ResponderExcluir
  2. Minha querida amiga
    belo e sensual poema...que seja eterno.

    deixo o meu beijinho

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  3. Amiga!
    Amanhã voltarei para ver a postagem..
    Nossos lencois, são os mais belos e maravilhosos. São momentos de descnaços.
    Belo e sensual o poema...
    um feliz final de semana.
    E a coletiva..vc vai participar..escrever sobre o seu primeiro amigo virtual??

    ResponderExcluir
  4. Rachel minha linda, vc sim que é o Cristal de Mulher. Impressioante, a cada dia que passo aqui vc está mais linda do que no dia anterior.

    Beijão Canteiro de flores belas !!!

    ResponderExcluir
  5. eres una Shakti y como tal brillas en la sensualidad de tu pasión. hermoso poema, mi querida amiga!
    un cálido abrazo.

    ResponderExcluir
  6. Miau!que poema mais sensual.Ameiii!


    Bjinhos.

    ResponderExcluir
  7. Este poema hermoso relaciona en palabras sentidas la hermosura del amor. Es un momento infinito, eterno, en que nos sentimos conmovidos al interior de nuestras almas por la entrega y la elevación que nos produce.

    Y así el amor queda tatuado en nuestros sentidos para siempre, y el poema culmina en un orgasmo de amor eterno.

    Con mi amor Víctor Manuel

    ResponderExcluir
  8. Escorrendo paixão...o poema...as fotos...esse lugar! Beijos, boa semana.

    ResponderExcluir
  9. adorei, lindo poema

    gostei muito da versão en espanõl:

    "El delirio nos visita
    para un vuelo más"

    bjos

    ResponderExcluir
  10. «O delírio nos visita
    para mais um vôo
    vontade louca de voar a liberdade»


    Belo, intenso, sensual!...


    BeijOOO
    AL

    ResponderExcluir
  11. Agradecemos a sua adesão a Postagem Coletiva!

    No dia, você vai ter um link em nossa postagem com o número da inscrição de seu blog para o sorteio do livro e para receber a visita dos outros participantes.

    Boa sorte!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá Rachel!
    Descrição repassada de sensualidae, esta, que descreve lindamente uma noite de paixão, de partilha de corpos e sentimentos ... e que convida os sentidos a ver para além do que já lá está.
    beijinhos.
    Vitor

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Que poema delicioso de ler, nos faz viajar nas asas da imaginação.
    Vim deixar meu carinho e desejar uma ótima tarde.
    Bj
    LADY

    ResponderExcluir
  14. Obrigada por vir...lindo blog!
    Estou a lhe seguir.

    Livres
    interiorizamos a esperança,
    sorvemos o Sol
    dos dias que fogem,
    Vestimos o desespero
    com pétalas de flores.

    Luiza Caetano

    Beijos perfumados no coração! M@ria

    ResponderExcluir
  15. Es lo que me gusta de los blogs... me sacan de la realidad con dulces palabras :)

    ResponderExcluir
  16. Raquel, vc é uma mulher muito maravilhosa!!!!!

    Bjs do ZC

    ResponderExcluir
  17. Rachel, quantos desejos, quanta sensualidade... Quanto brilho!!!Verdadeiramente encantada com as suas poesias!
    Beijos
    Glória

    ResponderExcluir
  18. Oi querida embora ande um pouco atarefada com as pinturas de casa mas venho em agradecimento e deixar um abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  19. Oláaaaaaaaa

    Somos donos de nossos atos,
    mas não donos de nossos sentimentos;
    Somos culpados pelo que fazemos,
    mas não somos culpados pelo que sentimos;
    Podemos prometer atos,
    mas não podemos prometer sentimentos...
    Atos sao pássaros engailoados,
    sentimentos são passaros em vôo.

    Mário Quintana

    Um lindo final de tarde prá voce com amor e poesia.

    ResponderExcluir
  20. Querida amiga.

    Hoje a minha visita é para agradecer.
    Nestes dias que celebro a minha vida,
    tenho certeza de que a mesma
    não teria o brilho de hoje,
    se não fossem os amigos e amigas
    que a tornam valiosa
    mesmo que distantes.

    A ti gostaria de dizer obrigado:
    Obrigado pelas visitas ao meu blog.
    Obrigado pelas palavras semeadas.
    Obrigado por sentir os meus textos
    com os olhos do coração.

    Sou eternamente grato a vida,
    por mais estes presentes
    que de modo gentil
    deixas em minha vida,
    fazendo de mim uma pessoa melhor,
    e pleno de felicidade.

    Lindos dias de vida para ti.

    ResponderExcluir
  21. Oi,
    Adorei conhecer seu blog.
    te seguindo pra saber de tudo q rola por aki.

    Bjs,
    Rafaela

    ResponderExcluir
  22. Precioso poema al amor, Rachel. He disfrutado mucho con su lectura.
    Besos.

    ResponderExcluir
  23. Olá, querida.
    Lindos lençois***************
    Desejo-lhe tudo de bom a si e aos seus, porque estou saindo, adoentada.

    *Se eu pudesse não ter o ser que tenho
    Seria feliz aqui...
    Que grande sonho
    Ser quem não sabe quem é e sorri!
    Mas eu sou estranho
    Se em sonho me vi
    Tal qual no tamanho
    O que nunca vi...

    Fernando Pessoa

    Beijos
    Renata

    ResponderExcluir
  24. que bom voltar aqui....
    Tenha um ótimo final de semana.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  25. Yo invito a visitar un blog de un amigo, con interesantes CRÓNICAS da vida moderna. Contiene la posibilidad de traducir a cualquier idioma. Me ha gustado mucho tu blog .
    RODRIGO DA SILVA
    ---»»: http://cronicas-de-rodrigo-da-silva.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  26. BELO BLOG O SEU E, BELAS POSTAGENS!

    MEUS PARABÉNS

    MARCIO RJ

    ResponderExcluir

Onde existe luz também existe sombras

DE SUA POESIA

Afortunados são os que tem a capacidade de escrever poesia e fazer seu outro oficio,e também são aqueles que o leem e constroem um refugio onde refrescam seu espírito com a bebida gratificante de palavras e sentimentos, que eleva seu espírito até um céu limpo de nuvens onde só brilha a luz de sua inspiração. Uma obra de arte é boa se há nascido ao impulso de uma íntima necessidade.

Precisamente neste seu modo de engendrar-se radica e estriba o valor da poesia, porque explora as profundidades de onde mana a vida. Alí radica a historiada beleza da poesia, a que coabita o humano e para o humano, a que vá escrevendo paralelamente a história da humanidade. E neste ordenamento perfeito do caos, que antecede a beleza e se concebe a grandiosa poesia.

Muitas vezes me perguntei em meio destes desvelos que me perseguem e que me anuncia a aparição da palavra ¡ Que misteriosos meios, de sopros desconhecidos e germinais movem a este grupo de pessoas a resgatar ”tempo do tempo” para acudir inverno e verão, embaixo da chuva persistente ou um sol que transpassa, a cumprir com uma missão irredutível de escrever poesia.

È muito difícil dar uma opinião sobre o proveito da poesía individualmente; depende de fatores particulares do poeta. Pode ser a concreção de uma necessidade essencial, uma maneira de ver e mostrar o mundo, uma maneira de sentir junto com outros. Do que vou fazer, fazendo este prólogo deste trabalho solitário, silencioso e inspirador que realiza a escritora brasileira Rachel Rocha Omena (Maceió Alagoas). Recebedora deste portentoso mistério, onde recolhe a beleza que sente seu espírito, traslada a palavras com sua máxima expressão . Em cada um de seus poemas nos demonstra que a poesia é como a água que sustenta a terra. Porque atrás da palavra está o sopro poético, e a sombra invisível que forma a arquitetura das paisagens interiores do homem, que constitui a verdadeira essência do ser, que se cobre e dialoga dentro de nós mesmos.

A poesia é a instauração do ser com a palavra. Exatamente é assim. O cristal de uma mulher se transforma e se converte em beleza . Nos eleva ao universo que para a escritora é como uma infinita galeria de arte , de pequenas e grandes obras maestras que sustentam o frágil e as vezes o miserável espectro de nossas realidades. Sente em cada verso a necessidade de ligar e conciliar o mundo com o universo onde habita a harmonia como pedra angular da beleza . Levando a poetisa a estabelecer seu mundo desde onde inicia a construção de seu próprio edifício para abrir a janela das escuridões para a luz, a elevação do cotidiano as comarcas da beleza, assim, a chuva sobre o jardim, o cantar dos insetos nas noites, a espuma e o cheiro do mar ao romper na praia , o aroma do pão ao ser cozido, o homem urbano e seus fantasmas diários, o amor, a ternura, a alegria, todas as pequenas e grandes coisas que fazem uma alma ir repetível poético . Rachel Rocha Omena é uma das escritoras mais peculiares da nova literatura de Alagoas. De versos amatórios vibrantes por seu romantismo e por sua perpetua forma de amar. Leve como suspensa no tempo, os textos e a paisagem. Narrativo do amor que nos transmite laboriosa a cultura das palavras, nos produz o encanto e a serenidade que somente emerge de uma constante harmonia interior.

Há uma linguagem plena de desfrutes do carinho, da generosidade de compartilhar sentimentos , que faz que aflore em cada um dos leitores sentimentos e emoções que voam como uma pluma para os profundos e misteriosos filtros do amor. Esta é a ação e reação alquímica que produz fascinação e fará que nos cerque como espectadores a seu poema a cada momento.

O mérito a sua poesia é como se saíram cristais de sua boca. Palavras de cristais, que encandeiam e encantam e caem no resplendor da memória do leitor. Tem uma trajetória poética pela precocidade e a intensividade e que vence assim a diáspora do tempo nesta terra que há deixado a seus cantores da palavra.

Sua melhor qualidade reside em ser o centro mesmo da claridade e as inspirações do homem, de seu abismo e de seus sonhos mais altos.


Víctor Manuel Guzmán

Maceió Alagoas, 11 de janeiro del 2011

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013