segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O ESPOSO FALA PARA A SUA DEUSA


Desde o princípio quando com você sonhava
desde o momento em que os meus olhos levantei
nos dias em que sozinha eu estava
foi quando o seu olhar no meu se encontrou




Soube que me amava e entendi
que você buscava mais de mim
e que a muito tempo me esperou
então cheguei
Eu já não podia resistir
e com um beijo e com amor
te entreguei meu coração
eu me apaixonei




E quando longe eu estava
percebi que o teu carinho e o teu amor
eram para mim como um sussurro
ouvi tua voz no meu silêncio
você me chamando cada dia mais pra ti
Estou Aqui



EL ESPOSO CANTA UNA CANCIÓN PARA SU DIOSA


Desde el principio cuando soñaba contigo
desde el momento en que mis ojos levanté
en los días en que solita estaba
fue cuando tu mirada en la mía se encontró


Supe que me amaba y entendí
que tú buscabas más de mí
y que mucho tiempo me esperaste
entonces llegué
Yo ya no podía resistir
y con un beso y con amor
te entregué mi corazón
Yo me enamoré
Y cuando lejos yo estaba
percibí que tu cariño y tu amor
eran para mí como un susurro
oía tu voz en mi silencio
tú llamándome cada día más hacia ti
Estoy aquí



Rachel Omena

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013