sábado, 6 de fevereiro de 2010

FUTURO E FORÇA


A 160 quilômetros por hora
eu venço limites
escalo fortalezas
e acredito que é hora de vencer

Eu posso tocar o céu
tenho asas e farei meu voo
e voarei como a águia
em nossos amanheceres

As barreiras eu ultrapasso e venço
porque meus sonhos eu mesmo construo
saltando muralhas ao vento

Nossas vidas
minha vida,tua vida
minha alegria meu viver
sonho querido
vem tirar o meu véu
e beber o mel de minha inocência
voando nas asas da libido
alargando os teus passos
atando em mim o teu despertar

Meu homem minha vontade
sou teus lábios e tua fome
doce veneno gozo e sabor
Ama-me embora eu te pareça inteira
no tempo da própria existência
dos sorrisos e soluços
de nossa vasta e infinita felicidade






A 160 kilómetros por hora
yo venzo límites
escalo fortalezas
y creo que es hora de vencer
yo puedo tocar el cielo
tengo alas y haré mi vuelo
y volaré como el águila
Las barreras yo sobrepaso y venzo
porque mis sueños yo misma construyo
botando murallas al viento
Nuestras vidas
mi vida
tu vida
me alegría de vivir
sueño querido
ven a quitar mi velo
a beber la miel de mi inocencia
volando en las alas del líbido
alarga tus pasos
ata en mi tu despertar
Mi hombre mi voluntad
soy tus labios y tu hambre
dulce veneno cuyo sabor gozo
Ámame ahora mismo,yo te parezo entera
en el tiempo de la propia existencia
de sonrizas y sollozos
de nuestra grande y infinita felicidad




Rachel Omena



Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013