sábado, 19 de março de 2011

BEIJO TUA AUSÊNCIA

Queira-me com excitação
e me excita com teu amor
deixando enternecer o desejo e a ternura
decidido a entrar em mim
para me sentir rendida por possuir me
Ama-me como se ama sem limites
ama-me com a profundidade insondável do oceano
para juntos peregrinarmos no céu das palavras
onde meu caminho está cheio de teu nome
porque és algo que vive mais além de minha alma
vivendo atrás de toda música e emoção
Cantarei com a voz de minha alma
um hino ao amor eternizado
para mergulhar na luz de teu caminho
como êxtase desta união secreta
vivendo dentro deste silêncio
e dele fazer um colar infinito
onde tua ausência beija o meu beijo
o beijo da morte que abraço
expirando como um deus além dos sentidos
A maior glória é tê-lo rendido
ao prazer de acasalar o sonho
e ser tua mulher


BESO SU AUSENCIA
Quiéreme con excitación
y así mi exitas con tu amor
dejando el deseo y la ternura enternecer
decidido al entrar en mí
hacia mi sentir rendida por poseerme
Ámame sin límites
con la profundidad insondable del océano
para junto peregrinar en el cielo de las palabras
donde en mi camino está lleno de tu nombre
porque eres algo que viví más allá de mi alma
sintiendo en cada canción y emoción
Cantaré con la voz de mi alma
un himno de amor inmortalizado
para sumergirme en la luz de tu camino
como éxtasis de este matrimonio secreto
viviendo dentro de este silencio
y de él hacer una collar infinito
donde la ausencia besa tu beso
el beso de la muerte que abraza
expirando como un dios más allá de los sentidos
La mayor gloria de tenerlo rendido
al placer de acicalar el sueño
de ser su esposa


Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013