quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

CANTA PRA MIM


Nua me visto de saudade e apalpo tua presença,
cansada me abasteço da solidão de meus lábios
vivendo sonhos e expressões caídas, e ai
meu mundo gira
Nua me cubro de tua ausência
colhendo flores em um jardim solitário, 
mais eram tão lindas estavam vivas,
 e eu as cobria de beijos 
Mas, de tanto tempo sutilmente as derrubou a vida
e eu cai junto a elas desfalecida e nua de amor
Nua sanidade, insana, inebriada de dor
todavia, nua neste labirinto canta pra mim 
meu anjo,
por amor as flores voltariam a vida
canta pra mim


CANTA PARA MI

Desnuda me visto de nostalgia acariciando tu presencia
Cansada reposo en la soledad de mis labios
viviendo sueños de expresiones caidos, mi mundo gira
Desnuda me cubro de tu ausencia
recogiendo flores en jardines solitarios, pero eran lindas
estaban vivas y yo las cubría de besos 
Pero de tanto tiempo sutilmente cayó su vida
y yo caí junto a ellas desfallecida y desnuda de amor
Sanidad desnuda, insana ebriedad de dolor
todavía, desnuda en este laberinto canta para mí
 mi ángel
por amor, las flores volverán a la vida
canta para mí

Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013