domingo, 21 de agosto de 2011

QUANDO O AMOR FALA


Busco teu amor
e beijo teu infinito
na palma de minhas mãos
 assaltando-nos de desejos
porque dentro de nós semeamos rios
que ardem como fogo
Cavalgamos entre lençóis quentes
onde arde esta chama
 copiando em meu corpo nu a tua alma
envolvendo-me em caricias
que me elevam ao céu de teu amor
Agora o amor é verso
e em nossos lábios trêmulos
 celeiro mágicos são nossos sussurros
e nossas palavras de gozo
que conduzem a nossa morada eterna
porque a eternidade nos espera


Cuando el amor habla

Busco tu amor
y beso tú infinitos
en las palma de mis manos
y me asaltos de deseos
donde nosotros formamos ríos de fuego
que cabalgan entre sábanas calientes donde
 arden en llamas dentro de nuestro cuerpo
y que se introducen en tu alma
y me veo entre caricias
que me elevan al cielo de tu amor
Ahora el amor es verso
y en nostros labios trémulos
  mágicos son nuestros sussurros
y nuestras palabras de gozo
que conducen a nuestra morada eterna
por que la eternidad que nos espera


TRAVESSIA



Cantarei !
Porque a luz
atravessa o túnel do tempo
comportando tua energia para
colher de tua chegada 
As primícias são grandes trajetórias
porque do braço do tempo
eu abraçarei teus abraços
e deleitei no gozo de teu amor

Felizes colheremos beijos molhados
de saudades e elevaremos as medidas
deste amor que soma 
e fecunda uma grande felicidade

E quando nos encontramos 
choravam estrelas cadentes que cintilavam
no céu de nosso olhos para 
buscar as noites solitárias e
comungar santuários de esperanças
Amanheceu - Floresceu


  TRAVESÍA

 Canta!
Para que la luz
atraviese el túnel del tiempo
compartiendo  su energía
para tomar con tu  llegada
la primicia de las grandes victorias
porque en los brazos del tiempo
me abrazo en tus abrazos
y me deleitaré en el gozo de tu amor
Felices recogeremos con besos mojados
de soledades y nos elevaremos
con este amor que nace
fecundo de una gran felicidad.
  Y cuando nos encontremos  lloraremos
como estrellas fugaces que brillaran
en nuestros ojos en nuestro cielo para nosotros
buscando en las noches solitarias
en comunión de santuarios de  esperanza
Amaneciendo - floreciendo
 






Reticências

Reticências

Cristal de uma mulher!!!

Alma de poeta
coração de mulher,
por isso mesmo
vive a poesia
em sua magia
mais pura.

Tens também
por serdes
mulher-poeta
a sensibilidade
de um lírio
na pureza de
sua castidade.

A música mora
em seu coração
de natureza afroditiana,
a poesia em sua
forma mais liquida
dança devaneios
românticos em
sua alma feita
das fibras febris
da paixão.

Erotismo em
forma de mulher,
trovadora do
deleite sensual,
entoas em seus
lábios curvilíneos
os versos das canções
que exaltam o prazer
orgástico na sua mais
doce essência.

Cristal de uma mulher
onde as luzes do
regozijo da fêmea
o atravessam para
iluminarem o mundo
dos homens que delas
carecem desesperadamente.

Cisne branco que nada
soberbamente sob o
lago cristalino da
anima humana, pássaro
frondoso com canto de
sereia que arde em seu
peito encantando-me,
enquanto o escuto
e navego na nau das minhas
visões dionisíacas.

- ELTON SIPIÃO O ANJO DAS LETRAS.
sexta-feira, 7 de junho de 2013